Programa Filhos no Campo leva conhecimento sobre o Agro para alunos do ensino fundamental de Tangará da Serra

O programa Filhos no Campo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) está no município de Tangará da Serra, levando conhecimento sobre a realidade do Agronegócio através do conhecimento das etapas do processo produtivo em dia de campo, para 39 alunos da Escola Estadual Jade Torres, entre os dias 20 e 21 de junho. 

Desenvolvido pelo Senar-MT, e viabilizado pelo Sindicatos Rural de Tangará da Serra, o programa visa apresentar às crianças, entre nove e doze anos, durante uma visita à uma atividade agropecuária, conhecendo e vivenciando o dia a dia de trabalho em uma propriedade rural.

 Durante os dois dias, as crianças participarão das ações, na propriedade rural que envolvam diversas cadeias produtivas, como a criação de coelho, codornas galinhas e garnisé, plantio de café, cacau, colorau, banana, mandioca e hortaliças, além de compostagem. 

Natanael Júnior koenemann, de 11 anos, é um dos alunos que participou das atividades e relata que gostou de conhecer os pintinhos. “ A parte favorita foi saber como é o nascimento deles. Eu também adorei conhecer mais sobre o colorau. Nunca esquecerei esse momento, vou levar para vida”, disse Natanael. 

O gerente de Operações do Senar-MT, Gustavo Mucci, ressalta que o Filhos no Campo é um programa especial que visa levar o conhecimento sobre, pelo menos, duas cadeias produtivas. “Isso para que eles possam entender que o produto não vem da prateleira do mercado. O nosso intuito é mostrar o setor, começando pelas crianças, para que elas levem para casa, se tornem pequenos agentes de multiplicação.

Instrutora credenciada pelo Senar-MT há nove anos, a engenheira agrônoma, Renilce Cristina de Magalhães Costa, relata que trabalhar com os alunos é recompensador. “ A cada programa eu aprendo com eles, passando o dia explicando e vendo como as crianças aprendem na teoria e com a prática, é muito gratificante”, conta a instrutora. 

O presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra, Romeu José Ciochetta, explica  que a parceria com a instituição na realização do programa  é de grande relevância. “Ao abrir as porteiras das propriedades rurais para as crianças, a ação proporciona a esses alunos uma vivência direta no ambiente rural. Dessa forma, é possível construir uma sociedade mais informada e consciente sobre as atividades e realidades do dia a dia no campo”, completa Romeu.

Fonte: Imprensa SENARMT Unknown