TRABALHADORES SÃO TREINADOS PARA APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS

O Senar Minas, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Pirapora, ministrou na fazenda comunidade escola da Associação dos Produtores do Projeto Irrigado – Auppi, o treinamento de aplicação de defensivos agrícolas tratorizado, com o objetivo de treinar e orientar os trabalhadores quanto à aplicação de agrotóxicos com pulverizador de forma precisa e segura, sem danos para a saúde do aplicador e para o meio ambiente. O curso foi ministrado pelo agrônomo e instrutor Rafael Rosalino Dias.

O treinamento se fundamenta na Norma Regulamentadora 31, que prevê os cuidados com segurança, intoxicação, contaminação, equipamentos, entre outros itens. Participaram 11 trabalhadores, dentre eles Marcos Antônio Soares, há nove meses trabalhando em uma fazenda de cultivo de banana em Pirapora. Ele, que já tinha feito o curso de aplicador manual, agora foi treinado para aplicar os defensivos em tratores.

Para ele o treinamento foi muito importante, pois aprendeu muita coisa que antes ele não tinha nem noção de que ofereciam danos à sua saúde e a dos colegas de trabalho. “É importante obedecer às técnicas de segurança, para melhor qualidade do serviço e menos riscos para a saúde”. Ainda segundo Marcos Antônio, o instrutor tirou muitas dúvidas que ele tinha, principalmente na maneira de lavar os EPIs (equipamentos de proteção individual), e como manuseá-los.

Outro aluno, Antônio Barbosa de Brito começou a trabalhar há quatro meses em uma fazenda de cultivo de uva e banana e anteriormente tinha feito curso de operação e manutenção de tratores agrícolas pelo Senar Minas. Segundo ele, este treinamento foi muito bom, pois ele aplicava os defensivos sem as técnicas corretas e agora aprendeu a fazer certo muita coisa que vinha há tempos fazendo errado.

“Vi como é importante obedecer às técnicas repassadas pelo instrutor. Eu fazia tudo errado e ele nos ensinou a maneira correta de usar os EPIs. A gente tirava de todo jeito e achava que não fazia mal nenhum, agora aprendi o jeito certo de usar e de lavar”, conta.

Enfatizou, ainda, que agora ele pode repassar aos colegas que ainda não tiveram a oportunidade de fazer o treinamento as técnicas corretas de aplicação. “Dessa forma ajudo na segurança de todos os funcionários da fazenda, melhora o desempenho do trabalho e gera economia para a empresa, sem falar da proteção a minha saúde e a dos outros”, disse.

 Senar Minas