Treinamento de fiscais entra na segunda fase

Nesta segunda-feira teve início a segunda etapa de treinamento dos novos fiscais estaduais agropecuários, que ingressaram no serviço em 2017 e 2018. Por duas semanas os médicos veterinários receberão capacitação teórica e prática sobre inspeção de produtos de origem animal. Nas duas primeiras semanas do treinamento foram abordados aspectos ligados à defesa agropecuária e os programas da Secretaria da Agricultura.

 O treinamento, promovido pela Seapi, tem o apoio financeiro do Fundesa. Conforme a chefe da Divisão de Controle de Informações Sanitárias, Rosane Collares, “é a primeira vez que os concursados recebem capacitação nas duas áreas de atuação, o que traz uma visão mais abrangente da fiscalização agropecuária”.

Na manhã desta terça-feira, o assunto foi bem-estar animal. O médico veterinário Richard Alves, abordou toda a legislação existente sobre o tema e que incide no trabalho do fiscal que atua na inspeção. Segundo ele, é fundamental conhecer o que motivou a elaboração de cada norma. Desta forma, explica, “o fiscal pode realizar uma fiscalização educativa, orientando o responsável pelo frigorífico a atuar da melhor forma, pois o objetivo final é garantir o bem-estar animal”, afirmou.

Na parte da tarde, a abordagem foi sobre o funcionamento da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Secretaria. O assunto ficou a cargo do médico veterinário Luciano Chaves. Segundo ele, o objetivo da conversa com os novos servidores foi mostrar a importância deles como fiscais no processo de garantia de inocuidade dos produtos que chegam à população gaúcha.

Thais DÁvila – jornalista Fundesa