Trigo: apesar da umidade plantio avança na Argentina

Mesmo com o excesso de umidade e lama causado pelas chuvas na Argentina a semeadura de trigo avança. O plantio já é 17% maior que as cinco safras anteriores, com 60% do total concluído. As regiões de Santa Fé e Córdoba são as que encontram maiores dificuldades, com trabalho limitado a 4 horas por dia.

O norte de Buenos Aires tem o maior avanço das últimas campanhas. Quase metade da superfície intencional foi plantada, enquanto nos últimos ciclos o avanço foi de apenas 15% em média. Desde 20 de maio, nenhuma grande chuva ocorreu e isso permitiu um grande progresso.

Entre os problemas estão as emergências irregulares. O esforço é para plantar lotes de ciclos já que os bons preços dos cereais, a necessidade de rotação de cultura e financiamento e a falta de sementes de ciclos curtos fazem aumentar as de ciclo longo, mesmo semeadas fora do ideal.

Outro problema enfrentado são as aplicações de fertilizantes, especialmente os a granel, que endurecem e não passam pelas máquinas. Também há atrasos na aplicação de tratamento para ervas daninhas que sobraram do milho e da soja.

Fonte: Agrolink Por Eliza Maliszewski