USDA reduz safra de trigo dos EUA

O USDA projeta queda de 9% na produção de trigo norte-americana na safra 2017/18 em relação à temporada passada. A redução, porém, foi parcialmente compensada pelo aumento dos estoques iniciais divulgado no novo Boletim de Oferta e Demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

A produção de todos os trigos (hard, soft, durum e branco) foi projetada em 49,54 milhões de toneladas, cerca de 13,32 milhões a menos do que as 62,86 MT da safra anterior. Esta redução é fruto da diminuição da área plantada e rendimentos menores, que deverão se situar na média de 3.173 kg/há, cerca de 10% a menos do que o recorde do ano passado.

“A primeira pesquisa de campo sobre o trigo de inverno para 2017/18 registrou uma forte redução de área em mais de um século e rendimentos menores. Este trigo foi beneficiado pela diminuição das condições de seca nas Planícies e no Meio Oeste dos EUA. Porém, no final de Abril uma tempestade de neve afetou grandes porções do cinturão de trigo de inverno (HRW), especialmente no oeste do Kansas. Já a produção combinada de trigo durum e de primavera para 2017/18 deverá recuar 10% na área e voltar à média regular de rendimentos”, explica a Consultoria Trigo & Farinhas.

O total do uso do trigo nos EUA, projetado para 2017/18, deverá recuar 2% diante de exportações menores e de menor uso como ração e de resíduos em 545 mil tons. As exportações estão projetadas para 27,22 milhões de toneladas, cerca de 1,28 MT a menos do que o ano anterior revisado, mas acima da média dos últimos 5 anos. Espera-se que a União Europeia volte a aumentar a sua parte (share) do mercado mundial.

“Com isto, os estoques finais diminuíram 6,67 MT para 24,87 milhões de tons, o menor dos últimos 3 anos. E a média de preços projetada para os agricultores ficou entre US$ 3,85 e US$ 65 por bushel. O ponto médio da faixa subiu US$ 0,35/bushel em relação ao ano anterior”, aponta a T&F.

Fonte: AGROLINK