17 C
Jatai
InícioArtigosAbelhas agricultoras

Abelhas agricultoras

*Por Décio Luiz Gazzoni

Proteger o meio ambiente, a biodiversidade, é uma obrigação de todos nós. Cada cidadão pode colocar seu tijolinho em uma construção conjunta, para legarmos um mundo melhor às próximas gerações.

A oportunidade para você participar está aqui: incentivar os colégios de ensino fundamental, em todo o Brasil, a utilizar, em suas atividades, a cartilha “Abelhas agricultoras”, como forma de educação ambiental dos seus alunos. Como participar? Comunicando-se com a escola de seus filhos, netos, sobrinhos. Ou, então, com a secretaria de educação de seu município.

A cartilha foi elaborada por quatro estudantes da Universidade Federal do Paraná. Ela é parte do projeto “Serviços Ecossistêmicos para uma Agricultura Resiliente e Sustentável”, desenvolvido na região de produção agrícola da Bacia do Rio Miringuava, em São José dos Pinhais-PR. Mas pode ser utilizada em qualquer localidade do Brasil, porque seus conceitos e ensinamentos são universais. Seu objetivo é apoiar o ensino de Ecologia nas salas de aula, mas é útil para qualquer pessoa, de qualquer idade, interessada em saber mais sobre as ajudantes da produção de alimentos.

Conteúdo

A cartilha foi elaborada em linguagem adequada, simples, direta e didática. Divide-se em quatro capítulos, com subcapítulos específicos. Eles são compostos de uma introdução, onde são apresentados os conceitos básicos. A próxima seção é denominada “Para treinar”. Seu objetivo é promover uma reflexão sobre os conceitos apresentados. Com um formato lúdico e atrativo, esse exercício permite consolidar o aprendizado, motivando o estudante a incorporar em seus valores o conhecimento adquirido sobre as relações do ambiente com o nosso dia-a-dia.

O primeiro capítulo é “Biologia Floral e Reprodutiva”. Ele explana a importância das plantas para a sociedade. Explica em pormenores a reprodução vegetal, um ciclo que envolve flores, sementes e frutos, os quais são utilizados como alimentos. É nesse contexto que é apresentado ao leitor o serviço ecossistêmico de polinização e a importância dos polinizadores. Interações ecológicas é o segundo capítulo, que aborda as redes de interações, a ecologia das paisagens.

A utilidade das abelhas

Agricultura e Polinização é um dos capítulos, onde é apresentada a relação entre polinização, produção agrícola e qualidade dos alimentos. O último capítulo é denominado “Explorando o mundo da polinização”. É um capítulo diferente, na realidade seu objetivo é elencar as fontes consultadas pelos autores, para a elaboração da cartilha. Porém, ele faz parte do conjunto de atividades, pois possibilita ao leitor continuar as leituras, aprofundar e consolidar o aprendizado fora do ambiente escolar, em seu lar ou com seus amigos, de maneira a formar sua própria opinião, indo além do texto contido na cartilha. Todos os textos referenciados neste capítulo contêm um hiperlink, que permite que o leitor os acesse por um único clique.

Ao final, os autores incluíram um gabarito das atividades, para facilitar as correções e comentários adicionais.

Por um futuro melhor

Essa cartilha possui incontestável mérito do ponto de vista de educação ambiental e do entendimento das relações umbilicais entre agricultura e ambiente.

Por esse motivo, engenheiros agrônomos de todo o Brasil, de forma individual ou por meio de suas instituições, estão se empenhando para que a cartilha seja incorporada às atividades de educação ambiental. Utilizando a polinização e os polinizadores como tema de estudo, vislumbramos que uma vez motivados, os estudantes podem se interessar por entender a importância dos serviços ecossistêmicos. Não apenas para a produção agrícola, mas para o conjunto de atividades humanas, que tornam possível a vida no planeta Terra como a conhecemos.

Mas esta é uma bandeira que vai além dos profissionais de Agronomia. Conclamamos cada cidadão brasileiro a participar dessa campanha. Incentivar os colégios de ensino fundamental a utilizar a cartilha “Abelhas agricultoras” para suas atividades pedagógicas, contribuirá para oferecer uma oportunidade única para que as gerações futuras entendam a importância dos serviços ecossistêmicos, e do meio ambiente saudável, para o bem-estar da Humanidade.

*Décio Luiz Gazzoni, engenheiro agrônomo, pesquisador da Embrapa Soja, membro do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) e da Academia Brasileira de Ciência Agronômica.

Fonte: Mariana Cremasco

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas Publicações

ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS