13 C
Jatai
InícioNotíciasTecnologiaGestão impulsiona resultados

Gestão impulsiona resultados

Inovação e apoio na gestão são apostas de empresários do agronegócio para impulsionar resultados

Desempenho do setor no Produto Interno Bruto de 2020 cresceu 1,7% em relação ao ano anterior. Para o consultor de negócios Roberto Vilela, a adaptação à tecnologia pode trazer ainda mais representatividade do agro na economia do país

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que a agropecuária foi o único setor da economia que cresceu em 2020, com avanço de 2% em relação a 2019. E, ao passo que o Produto Interno Bruto (PIB) despencou por conta da pandemia, o agronegócio conquistou uma maior parte na fatia das produções no Brasil: o setor foi o responsável por 6,8% do PIB ano passado – em 2019 alcançou a margem de 5,1%.

Economistas afirmam que o fato do segmento ter sido considerado essencial em meio à crise mundial de saúde foi um dos fatores que alavancou o crescimento agro. Outros destaques foram o clima favorável, aumento das exportações, alta do dólar em relação ao real e investimento dos produtores em pacotes tecnológicos para manutenção das atividades. “Nesse sentido percebemos que o agronegócio está caminhando conforme os avanços tecnológicos. É preciso entender que as novidades vindas da tecnologia podem trazer ainda mais benefícios e crescimento para um dos pilares da economia de qualquer país. Alimento é essencial – e toda a cadeia que faz parte dele precisa se alinhar às novas possibilidades que o mercado oportuniza, pensando sim em consumidor final, mas antes disso, nos avanços dentro do processo de produção”, comenta Roberto Vilela, consultor empresarial e mentor de negócios.

A adaptação à transformação digital tem sido encarada como uma necessidade urgente por empresários do segmento. As barreiras ainda estão evidentes, mas as soluções têm surgido como propulsoras dos negócios. “Incluir as ferramentas digitais no cotidiano é imprescindível.  Hoje, com a facilidade de trabalharmos com reuniões pela web, ficou muito mais fácil, prático e rotineiro colocarmos nossos colaboradores para se atualizarem, seja em qualquer setor. A agilidade da informação possibilita o desenvolvimento de instrumentos que vêm mudando a forma de atender o produtor. Por exemplo, há alguns anos era necessário andarmos com um catálogo repleto de imagens para mostrar aos clientes; hoje isso é ultrapassado. Temos aplicativos gratuitos em que, além de fotos e vídeos dos produtos, é possível solicitar orçamento e uma infinidade de outras coisas”, comenta Fabrício Molina, proprietário da Molina Pecuária, empresa de assessoria pecuária com sede em Marabá (PA), e representante de vários empreendimentos agro dentro e fora do país.

Unificar a realidade do agro – o grande desafio da gestão e da inclusão tecnológica

O empresário enxerga em um atual obstáculo a possibilidade de expansão das atividades, por meio da tecnologia. “Para nós, a principal dificuldade desse novo momento no agronegócio é que cada propriedade tem a sua própria realidade e um mesmo produto pode não corresponder da mesma maneira em clientes diferentes. Ou seja, um diagnóstico de situação e um entendimento do sistema de produção de cada cliente é importantíssimo para obtermos os melhores resultados. Assim, é através de um sistema de coleta de dados, com informações, vídeos e fotos, que os profissionais vão conseguir entender melhor a real situação do produtor e apresentar-lhes a melhor proposta de trabalho”, opina.

Para Nelson Eduardo Ziehlsdorff, diretor-executivo da Semex, empresa de genética animal com referência internacional, localizada em Blumenau (SC), o grau de adiantamento tecnológico dos principais atores do agronegócio confere ao setor máxima eficiência em suas operações – o crescimento agro em todo o país, inclusive, demonstra isso. “No caso da Semex, por exemplo, o foco é na entrega de soluções genéticas como pilar da excelência e inovação, com adoção de novas abordagens para o atendimento dos clientes, estimulando a geração e compartilhamento de novas ideias, bem como desenvolvendo novos produtos e serviços de forma sistemática. Para isso, disponibilizamos um conjunto de soluções projetadas para gerar mais resultados no campo, com softwares, plataformas, programas, aplicativos e ferramentas ao alcance de todos os envolvidos na cadeia produtiva”, afirma, completando que “é indiscutível que a adoção das novas tecnologias tem ocorrido de forma muito natural, motivada principalmente pelo suporte individualizado oferecido pelo nosso corpo técnico”.

Trabalhar em consonância com o desenvolvimento tecnológico, segundo Roberto Vilela, é o que pode fazer o agronegócio ganhar ainda mais força dentro da economia do país. Com atenção para estratégias bem definidas de aplicação das ferramentas digitais. “As possibilidades que o agro pode conquistar através das metodologias tecnológicas são inúmeras. Desde a gestão financeira, passando pela cadeia produtiva até a abordagem com o cliente podem ser beneficiadas e culminar em um melhor desempenho dos negócios em si”, observa.

Fonte: Trevo Comunicação

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas Publicações

ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS