Com fim do bloqueio, chuvas retornam ao interior do Brasil

Previsão do Tempo - 25 de Abril de 2016

Uma nova frente fria, que nessa manhã de segunda-feira, provoca muita chuva sobre todo o Rio Grande do Sul está avançando pelos demais Estados da região Sul e, portanto, rompendo o bloqueio atmosférico que tanto prejuízo causou à produção de milho, algodão e em diversas outras culturas. Desse modo, com o avanço desse sistema meteorológico pelo interior do Brasil ao longo dessa semana, são previstas chuvas em, praticamente, todas as regiões do País. Além das chuvas tão esperadas, uma massa de ar polar de forte intensidade também estará avançando, levando ao declínio acentuado das temperaturas. Assim, a última semana de abril será marcada por um padrão meteorológico totalmente diferente do observado ao longo de todo o mês.

                Para essa segunda-feira são previstas chuvas para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e metade sul do Paraguai. Amanhã, terça-feira, essas chuvas deverão atingir os Estados de São Paulo, Mato Grosso, sul de Goiás e de Minas Gerais. E na quarta-feira com o deslocamento da frente fria pela faixa leste do Sudeste, há previsões de chuvas para Minas Gerais, Goiás e em boa parte do Matopiba e região norte. E do meio para o final da semana as chuvas ficarão concentradas sobre a metade norte do Brasil. E como foi falado acima, as temperaturas despencarão a partir de amanhã em toda a região Sul e entre a quarta e quinta-feira no Sudeste e Centro-oeste. Não há riscos para formação de geadas, porém em muitos municípios gaúchos, catarinenses e até mesmo do Paraná poderão registrar temperaturas abaixo dos 5°C na madrugada de quinta-feira (28).

                No Rio Grande do Sul, especialmente na região de fronteira, o retorno do tempo firme e sem chuvas para essa semana possibilitará a retomada da colheita da soja e do arroz e a avaliação das reais perdas que o excesso de dias chuvosos provocaram na produtividade dessas lavouras. Além da retomada da colheita, muitos produtores poderão prosseguir com o plantio das culturas de inverno. Já no Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e em Goiás, o retorno das chuvas, mesmo que de forma pontual e em volumes não tão altos, beneficiará as lavouras de milho safrinha, algodão e demais culturas de 2ª safra, que tanto estão sendo afetadas pelo tempo extremamente quente e seco. Perdas irreversíveis estão sendo contabilizadas em todas as regiões produtoras. Portanto, mesmo com essa volta das chuvas, a produção nacional de milho será bastante afetada.

image001image002image003image004

Outras Notícias