Soja: após atingir maior preço em três meses, Chicago fecha em queda

Agricultura - 19 de junho de 2019

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago fecharam a quarta-feira, dia 19, com preços mais baixos. Segundo a Safras & Mercado, após sete sessões consecutivas em alta — o que levou os preços aos maiores patamares em três meses — o mercado realizou lucros, determinando a queda.

O clima nos Estados Unidos segue no foco das atenções, informa a consultoria. “Alguns institutos indicam clima menos úmido nos próximos dias, que poderia viabilizar o encerramento dos trabalhos de plantio, que estão muito atrasados”, informa.

Já a retomada das negociações entre Washington e Pequim é vista com reservas, pois há dúvidas se realmente vai sair um acordo ainda esse mês.

  • Soja: produtor gaúcho registra produtividade de quase 124 sacas por hectare
  • USDA: plantio da soja está ainda mais atrasado do que o esperado nos EUA

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com baixa de 1,12%, a US$ 9,03 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 9,09 por bushel, perda de 1,16%.

Fonte: Agência Safras


Outras Notícias